18 de nov de 2014

Dissertação - O tempo na interpretação musical: uma escuta tensiva

A sugestão de dissertação desta semana é a pesquisa " O tempo na interpretação musical: uma escuta tensiva". Sob a autoria de Marina Maluli César, o trabalho foi defendido em 2012 no Programa de Pós-Graduação em Linguística da FFLCH/USP, sob a orientação do Prof. Dr. Luiz Tatit.

Resumo: Este trabalho tem como fundamentação teórica a semiótica de linha francesa e seus recentes desenvolvimentos tensivos. Tomamos como objeto de nosso estudo as variações de ritmo e andamento presentes em um texto sonoro, pela abordagem do plano de expressão musical. O objetivo deste trabalho consiste em compreender como tais possibilidades discursivas se articulam durante a realização da obra por um intérprete, a partir das indicações presentes na partitura. Após considerações iniciais sobre o texto e o intertexto musical, cuja finalidade é determinarmos o modo como estas potencialidades são manifestadas, consideramos o tempo em diferentes níveis segundo Gérard Grisey (1987, 2004, 2008) e Messiaen (1996, 1995, 1994). Em um segundo momento, buscamos articular os diferentes tipos de escuta segundo Schaeffer (1966) e Greimas (2008) ao considerar o ouvir como um fazer, o qual requer a aquisição de competências para tal. Partiremos da noção de ritmo em uma perspectiva fundamentada na semiótica tensiva em considerações sobre este tema propostas por Greimas e Courtés (1986), Valéry (2007), Zilberberg (1990, 1996, 2001, 2011) e Tatit (1998, 2010b). Finalmente, com apoio dos estudos sobre temporalidade realizados por Zilberberg e dos desenvolvimentos propostos por Tatit, empreendemos uma análise de seis interpretações de dois Noturnos de Chopin, sendo duas do opus 15 n. 3 e quatro do opus 27 n. 2, tendo como parâmetro de comparação o uso do tempo rubato durante as performances musicais. Nosso objetivo foi então estabelecer algumas diretrizes para se compreender os mecanismos de construção do sentido que resultam nos enunciados característicos do discurso musical, segundo as intenções de cada intérprete.

Palavras-chave:  Escuta; Interpretação musical; Ritmo; Tempo; Tensividade.

Postado por

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado por enviar o seu comentário! Ele será publicado em breve.